Crianças do projeto. Aline Bassi | Balaio

Semana de Vela de Ilhabela promove regata oceânica com alunos

No dia 15 de julho será realizada a regata "Vela do Amanhã"

A Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2019 abre espaço para os alunos das escolinhas da modalidade de Ilhabela (SP) e região promovendo a regata Vela do Amanhã. A prova com as 60 crianças e adolescentes que fazem parte dos projetos da ilha, será na segunda-feira, 15 de julho, um dia após a realização da Alcatrazes por Boreste Marinha do Brasil e as outras regatas de abertura do evento. A data foi escolhida justamente por ser o dia de folga dos velejadores que vão enfrentar os trajetos mais longos do calendário da competição.

Crianças do projeto. Aline Bassi | Balaio

Crianças do projeto. Aline Bassi | Balaio

Todos os barcos inscritos na Semana Internacional de Vela de Ilhabela 2019 podem participar da regata Vela do Amanhã. Até o momento, mais de 100 barcos confirmaram presença no evento, considerado o maior da modalidade na América do Sul.

”Conclamamos a todos os barcos disponíveis a participarem dessa ação, que não só fomenta a vela como também tem um importante cunho social. Será uma regata com provavelmente duas pernas ou um pequeno percurso. O presidente da comissão de regatas, Cuca Sodré, definirá na hora”, afirma Mauro Dottori, diretor de vela do Yacht Club de Ilhabela (YCI).

Os alunos que participarem das regatas vão receber medalhas após as provas. ”Essa regata proporciona o maior intercâmbio entre os velejadores e donos de barco com os alunos que estão sendo formados pela escola. É muito importante que a comunidade da vela conheça o trabalho que está sendo feito em Ilhabela e quem sabe consigam levar para suas cidades o exemplo daqui”, conta Alexandre Paradeda, campeão mundial e pan-americano, além de coordenador da Escola de Vela de Ilhabela.

Normalmente, a Semana Internacional de Vela de Ilhabela é o primeiro grande campeonato que os alunos e seus pais presenciam, o que pode, segundo Paradeda, despertar o maior interesse pelo esporte.

As regatas poderão ser de percurso ou boia a boia. Aline Bassi | Balaio.

As regatas poderão ser de percurso ou boia a boia. Aline Bassi | Balaio.

”Quando os atletas chegam ao nível de competição, eu e o treinador Frederico Cardial planejamos seus treinamentos, calendários, sequência da carreira, otimização dos barcos, etc. Acredito que esse planejamento, pensando a longo prazo, tenha feito com que os alunos visualizem uma possibilidade de futuro dentro do esporte”, concluiu Alexandre Paradeda.

Referência nacional, a Escola Municipal de Vela Lars Grael atende crianças e jovens com idades entre 8 e 17 anos, que praticam, além da vela, canoagem (caiaque) e stand-up paddle com professores experientes na área e monitores concursados.

Em janeiro deste ano, o local sediou o campeonato Brasileiro de Optimist, classe de introdução à vela. Crianças de quase todos os estados da federação usaram a estrutura da Escola Municipal de Vela Lars Grael para as provas.

Last modified: junho 21, 2019

.