Foto: Pixabay

Desafio no Corcovado: dia de descanso

Redação Webventure/ Montanhismo

Rio de Janeiro -Apesar do tempo claro, perfeito para a escalada, Hildson Santana e
Alexandre Fitaroni não tiveram condições de avançar nenhum metro na face sul do
Corcovado no dia de ontem (01/04). “Eu desci muito tarde para recarregar todas as
baterias da furadeira e dos rádios e quando terminei tudo já não dava tempo para muita
coisa.”, lamentou Alexandre hoje a noite falando da base montada em plena mata, no pé
do Corcovado.

Tampouco foi possível pernoitar na parede como era o planejado ontem. A dupla optou
por dormir nas barracas armadas junto ao início da via para amanhã (02/04) cedo reiniciar
os trabalhos parados a cerca de 300 metros. “Como em toda conquista de big-wall,
estamos mantendo uma corda fixa por toda a via conquistada para facilitar nossa
mobilidade”, explicou Hildson. Ontem um grande bloco de pedra se desprendeu do
paredão cortando um pedaço da corda fixa. Foi necessário substituir essa parte perdida
por uma corda nova, o que tomou mais tempo da dupla hoje.

A escalada vem despertando a atenção dos cariocas, sobretudo dos moradores da Zona
Sul da cidade. A via que Alexandre e Hildson pretendem completar até o domingo de
Páscoa, está localizada bem acima da entrada do Túnel Rebouças, uma das principais
vias expressas da cidade. “Não é em todo o dia que a gente pode realizar a conquista de
um big-wall em pleno coração de uma grande metrópole, a poucos metros da casa da
gente”, comentou Alexandre. “Estamos a mais de quatro anos namorando esta via lá de
baixo. No ano passado o Hildson fez um vôo de helicóptero em torno da face sul e voltou
decidido a realizar a conquista”, completou o escalador.

A Webventure continua acompanhando cada passo da dupla pelo paredão rochoso do
Corcovado. Fique ligado !

Este texto foi escrito por: Gustavo Mansur

Last modified: abril 2, 1999

Redação Webventure
Redação Webventure