Foto: Pixabay

Hollywood do Brasil: conheça Cabaceiras, a Roliúde nordestina, na Paraíba

Eduardo Andreassi/ Sem categoria

Conheça a “Roliúde Nordestina”, na Paraíba

Eis o lugar que todo produtor de cinema adora: cenário já pronto para as filmagens, baixos índices de chuva e população local disposta a trabalhar (e até a emprestar um objeto de casa para decorar cenas).​

E para não ter dúvida, o letreiro logo na porta da cidade já avisa: “Roliúde Nordestina”. ​

Hollywood do Brasil: conheça Cabaceiras, a Roliúde nordestina, na Paraíba
Foto: Eduardo Andreassi

Cabaceiras é um município brasileiro do estado da Paraíba, localizado na Região Geográfica Imediata de Campina Grande. Está a 300 metros de altitude. Sua sede fica a 180 km de João Pessoa, capital do estado, com aproximadamente 5.000 habitantes. As chuvas são, portanto, irregulares e esparsas e temperaturas médias na ordem dos 30º. Com média de apenas 350 mm durante o ano todo, as precipitações ocorrem apenas durante dois meses, dando vazão a estiagens que duram até dez ou onze meses nos períodos mais secos, conferindo a Cabaceiras o título de município onde menos chove no Brasil.

Hollywood do Brasil: conheça Cabaceiras, a Roliúde nordestina, na Paraíba
Foto: Eduardo Andreassi

Pois as parte das filmagens ocorreram no município de Cabaceiras no Lajedo do Pai Mateus, na Paraíba. 

Curiosidades: Na ocasião, o Lajedo de Pai Mateus, conhecido como a primeira beleza da Paraíba, foi fechado exclusivamente para a Rede Globo. O Hotel Fazenda Rancho da Ema, local onde foi gravadas cenas do enterro da cachorra, no filme “Auto da Compadecida”, também fechou contrato de exclusividade com a emissora. 

Difícil não sentir a paz do lugar. O Lajedo é para quem gosta de escutar o “barulho do silêncio”. 

Foto: Eduardo Andreassi

Famosa Hollywood do Brasil

Cabaceiras ficou famosa em todo o Brasil como cenário de mais de 30 produções, entre documentários e longas nacionais, como “Cinemas, Aspirinas e Urubus“,“O Auto da Compadecida“,  “Canta Maria“ e “Romance”, de Guel Arraes. Daí o curioso título de “Roliúde Nordestina”.

Lajedo do Pai Mateus é formação Rochosa única nas América

Hollywood do Brasil: conheça Cabaceiras, a Roliúde nordestina, na Paraíba
Foto: Eduardo Andreassi


Trata-se de uma imensa laje de rocha com 1.800m de largura por 6.000m de comprimento. É uma das três únicas formações deste tipo no mundo (as outras ficam na Austrália e em Nairobi). Em sua superfície encontram-se rochas, em sua maioria no formato esférico, com dimensões de até 7 metros de altura. As superfícies são recobertas por líquen que durante o dia aparentam cores cinza ou alaranjada e ao pôr-do-sol, tornam-se vermelhos e ao anoitecer, azuis. O bioma é caatinga com destaque para as macambiras e xique-xiques.

Curiosidade: O nome do lajedo vem de um curandeiro que teria vivido na região entre o final do século XVIII e início do XIX. Provavelmente de origem indígena, ou com alguma miscigenação com negros. Sabia curar tudo e  Mateus escolheu bem o lugar para morar!

Foto: Eduardo Andreassi

O pôr do sol em Cabedelo, na Paraíba

Setembro, Outubro e Novembro são considerados os meses mais quentes do ano, com temperatura muito alta e sem chuva nessa época, ou seja, meses de seca. Assim, 97% da vegetação perde a folhagem e apenas 03% se mantém viva, como o cacto e o juazeiro que possuem revestimentos de espinhos e são adaptadas para esse período.

Economia de Cabaceiras é voltada na criação do bode


A criação de bode é a base da economia local. O bicho faz tanto sucesso na cidade que olha só, tem até um monumento em homenagem ao bode.

Bem no centro de Cabaceiras há uma oficina de couro de bode que já tem meio século de história. Além dos chapéus, o seu Severiano faz também estas celas. É tudo artesanal.

Na Praça do Bode (Praça do Artesanato) o couro do bode vira arte pelas mãos de artesãos e são exportados para o mundo.

Há, em pleno funcionamento, várias famílias trabalhando com o artesanato de couro, na confecção de carteiras, cintos, bolsas, botas, chapéus, arreios, selas, mantas, ternos de couro, sandálias, etc.

Foto: Eduardo Andreassi

A Festa do Bode Rei

Em Junho Cabaceiras se prepara para coroar o Bode Rei e faz uma festa de arromba para o evento, recebendo por volta de 200 mil turistas e movimentando o capital de uma economia que vive da cultura caprina.

Para exaltar o animal mais querido da região, o festival recria o cenário de antigos castelos, com direito a muradas reais, praças e até uma residência real para a “sua majestade”, o bode rei. E não é só. Além de um “desfile real”, em Cabaceiras bode tem direito a hino oficial e até a estátua no centro da cidade.

Hollywood do Brasil: conheça Cabaceiras, a Roliúde nordestina, na Paraíba
Foto: Eduardo Andreassi

Um dos maiores atrativos da Festa do Bode Rei, com certeza, é conferir as novidades da culinária “bodística”. E aí não faltam opções de pratos para quem aprecia essa carne de sabor leve e exótico. Há de tudo feito à base de carne e leite caprino: vai da famosa Buchada de Bode até a carne-de-sol de bode, linguiça e almôndegas à base de bode, até o “mecbode” e pizza bode. O visitante ainda pode experimentar a pinga bode, achocolatado, e os queijos feitos com leite de bode.

E aí, ficou com vontade de conhecer a Roliúde nordestina?

Last modified: novembro 16, 2020

[fbcomments]
Eduardo Andreassi
Eduardo Andreassi
Jornalista e fotojornalista, trabalha também com Comunicação e Assessoria de Imprensa, sendo que parte do tempo trabalha no Brasil e outra na Itália, onde tem parceria com o Governo da Toscana. Trabalha com Fotografia/Jornalismo/Comunicação - desenvolve um trabalho sobre Turismo – regiões, parques, atrações, hotelaria, gastronomia local, festas populares e demais assuntos relacionados, praticando acervos fotográficos ou pautando, cobrindo e divulgando nos portais e jornais. Atualmente tem como parceiros as Lojas Mundo Terra