Foto: Pixabay

Berço das águas, paisagens lindas e esportes de todos para todos os gostos

Eduardo Andreassi/ Aventura, Sem categoria, Turismo Brasil

Próximo a Brasília, a cidade oferece cachoeiras, cavernas, grutas e sítios arqueológicos, proporcionando atividades e aventura para todos os gostos

Cachoeiras de quase 170 metros de queda livre – e aberta ao público – e outras convidativas a um banho relaxante; cânion que invoca e desafia para ser explorado; trekking nos mais variados locais e graus de dificuldades; cavernas a serem exploradas (espelioturismo) e que proporcionam cenários extasiantes; rapel e escaladas literalmente desafiadoras – mas feitas com total segurança – proporcionam sensações únicas na imensidão desse paraíso chamado, não por acaso, de Formosa, em Goiás.

Formosa, cidade do Centro-Oeste do Brasil, está localizada a 70 km de Brasília, sendo um dos poucos lugares do mundo que acomodam uma biodiversidade rica, conciliando esportes radicais, turismo de aventura, ecoturismo, conservação e consciência ambiental e entretenimento juntos.

Vista aérea do Salto do Itiquira. 168 metros de queda livre, a única para visitação e terceira maior do Brasil Foto: Eduardo Andreassi

Vista aérea do Salto do Itiquira. 168 metros de queda livre, a única para visitação e terceira maior do Brasil Foto: Eduardo Andreassi

Tem sua economia baseada na agropecuária e possui uma população de aproximadamente 103.000 habitantes. Sua proximidade com a capital federal, Brasília – e a sua variedade em atrativos – criam potencialidades para o desenvolvimento econômico do município e da cadeia turística, gerando emprego, renda e qualidade de vida.  

Esportes Radicais

Lagoas, cachoeiras, cavernas, grutas e sítios arqueológicos, lendas, histórias, eventos, festas religiosas e acima de tudo um povo receptivo, proporcionam atividades e aventura para todos os gostos.

Canionismo na chachoeira da água fria Foto: Eduardo Andreassi

Canionismo na chachoeira da água fria Foto: Eduardo Andreassi

Várias modalidades de esportes – rapel, escalada, canionismo, espelioturismo, trekking, bike, Stand Up Paddle, caiaquismo, Jet Sky , Asa-delta, paraglider – são possíveis de serem vistos e praticados, sediando inclusive o campeonato brasileiro de planadores e mundial de Asas.

Conheça e vivencie esse berço do Turismo de Aventura

Devido à sua vasta diversidade de opções de atrativos, Formosa é dividida em três caminhos, sendo eles o Caminho Itiquira-Indaiá, Caminho Araras Bisnau e Caminho Formosa Colonial.

Estudando para fazer Rapel na NAS Cachoeiras do Indaiá A Cachoeira Véu de noiva Foto: Eduardo Andreassi

Estudando para fazer Rapel na NAS Cachoeiras do Indaiá A Cachoeira Véu de noiva Foto: Eduardo Andreassi

Os Caminhos

Caminho Formosa Colonial

Engloba a Lagoa Feia, o Laguinho do Vovô, Lago do Abreu e Lagoa dos Santos, os Casarões antigos – datados do século XVIII, a Catedral Imaculada Conceição e Mata da Bica, Museu Couros, Mirante do Cristo. Ainda, fazendo parte desse caminho, temos a Festa do Divino Espírito Santo, que é a principal festa da cidade.

Caminho Araras Bisnau

Buraco das Araras, Lajedo, Buraco das Andorinhas, Sítio Arqueológico do Bisnau, Cachoeira do Bisnau, Recanto das Cachoeiras, Poço Azul e Escaroba formam o Caminho das Araras e proporcionam visitas à sítios arqueológicos e gigantescas  – e belas – cachoeiras, onde o turismo pratica o trekking, rapel e escalada, mergulho e espelioturismo.

Caminho Itiquira-Indaiá

Visto como um dos mais cobiçados e importantes caminhos a serem percorrido, utilizando de muita técnica, bom preparo físico e encarando dificuldades de nível 4 a 5, compensados  quando chegamos ao fim e nos deslumbramos com a beleza e força da natureza.

Seus atrativos são o imenso Salto do Itiquira – possui 168 metros de queda livre e é o maior salto da América Latina -, as Cachoeiras do Indaiá, Sítio Arqueológico Toca da Onça, Rampa de Vôo Livre e finalmente a Cachoeira Água Fria, onde praticamos e colocamos à prova a resistência, após percorrer 4 km dentro da água.

Dica importante

O guia: é imprescindível o acompanhamento de guia idôneo que saiba conduzi-los com segurança e tenha total conhecimento dos terrenos que irão explorar. Além disso, um bom guia deve ser local e transmitir segurança física e psicológica aos turistas.

Buraco das Andorinhas rio subterrâneo de águas cristalinas Foto: Eduardo Andreassi

Buraco das Andorinhas rio subterrâneo de águas cristalinas Foto: Eduardo Andreassi

É aconselhável procurar no CAT da cidade e obter mais informações sobre guias e passeios.

Distâncias
Formosa, Brasília – 70 km
Formosa, Goiânia – 281 km
Formosa, São Paulo – 1049 km
Formosa, Uberlândia – 464 km
Formosa, Alto Paraíso de Goiás – 181 km
Formosa, Pirenópolis – 220 km
Formosa, Lençóis – BA – 990 km

Informações

Superintedência de turismo 

Superintendente: Antônio Pimentel
Endereço: Av. Valeriano de Castro, nº 1.131 – Setor Nordeste
Horário de atendimento: segunda à sexta de 08:00h – 11:00h / 13:00h -17h
E-mail: sup.turismo@formosa.go.gov.br
Telefone: (61) 3981-1234

 

Last modified: fevereiro 7, 2019

[fbcomments]
Eduardo Andreassi
Eduardo Andreassi
Jornalista e fotojornalista, trabalha também com Comunicação e Assessoria de Imprensa, sendo que parte do tempo trabalha no Brasil e outra na Itália, onde tem parceria com o Governo da Toscana. Trabalha com Fotografia/Jornalismo/Comunicação - desenvolve um trabalho sobre Turismo – regiões, parques, atrações, hotelaria, gastronomia local, festas populares e demais assuntos relacionados, praticando acervos fotográficos ou pautando, cobrindo e divulgando nos portais e jornais. Atualmente tem como parceiros as Lojas Mundo Terra