Foto: Pixabay

Preparação emocional: caminho para vitória

Arthur Siqueira no Adventure Congress (foto: Romena Coelho)
Arthur Siqueira no Adventure Congress (foto: Romena Coelho)

A preparação emocional é fundamental para a prática de qualquer esporte, principalmente se for de aventura. Esse é o pensamento do coordenador de esportes da academia Cia Athlética, Arthur Siqueira, que palestrou nesta semana na 3ª edição da Adventure Sports Fair, que acontece até domingo, dia 7, na Bienal do Ibirapuera.

Durante uma hora, Siqueira explicou para a platéia como ter uma boa preparação para fazer esportes de aventura e também ouviu muitas perguntas do tipo: Como não ter dores musculares após os exercícios?

Para o personal trainer, alguns itens devem ser avaliados durante a preparação, tais como: local apropriado, intensidade e qualidade do exercício, alimentação e, principalmente, o descanso. A recuperação do corpo é fundamental para o esportista obter um bom rendimento, mantendo um padrão. Ou seja, de nada adianta querer compensar um dia sem exercício fazendo o dobro de exercícios no dia seguinte. Isso pode acarretar dores musculares.

A melhor maneira para não sentir dores do dia seguinte é se preparar pelo menos duas ou três vezes por semana. “Temos que dedicar diariamente um período para o esporte”, aconselha Siqueira. “A dor após o exercício indica microlesões na musculatura, o que significa que o organismo não está adaptado para receber aquela força”, completa.

Atleta de fins de semana – Aquela pessoa que não faz nenhum tipo de exercício durante a semana e no sábado e domingo se sente “O esportista”, pode ter certeza que não agüentará muito tempo com essa vida de “atleta”. Segundo Siqueira, o esportista deve preparar o corpo diariamente, aumentando gradativamente a intensidade e duração dos exercícios durante a semana para não desistir da atividade no meio.

Muitas pessoas acreditam que não é bom comer durante as atividades físicas. Realmente, isso tem um pouco de verdade, mas é claro que ninguém vai comer uma feijoada e ir treinar. O correto é ter uma alimentação balanceada, se alimentando antes, durante e após os exercícios. Recomenda-se ingerir muita água, isotônicos, carboidratos e fibras.

Qual o exercício da moda? Assim como acontecem com as coleções de roupas, determinados esportes também entram e saem de moda. Na década de 80, a moda nas academias era a aeróbica. Nos anos 90, a musculação atraiu jovens em busca de um corpo “durinho”. No entanto, para Arthur Siqueira o que promete atrair legião de malhadores ferrenhos neste ano é a mescla de atividades outdoor. “Está fora de moda fazer somente um esporte. O ideal é mesclar o que gostamos com outras modalidades para obter melhores resultados”, diz Siqueira.

Preparação emocional – Força de vontade, coragem, amor próprio, boa conduta e respeito ao próximo. Essas são algumas qualidades encontradas em quem faz esportes de aventura, assegura o personal trainer.

Os esportes outdoor proporcionam situações para os praticantes que podem mudar alguns conceitos que têm da vida.

Para conseguir um bom resultado em determinado esporte, de nada adianta um atleta ser bem preparado fisicamente, se não se preparar também emocionalmente. Porém, as pessoas começaram somente a fazer uso da parte emocional no esporte depois de algumas derrotas, que já eram tidas como vitórias.

Um exemplo, apresentado por Siqueira, de como a preparação emocional pode ajudar em atividades que exigem força é o resultado do programa “No Limite”, da TV Globo, que teve a gordinha Elaine como vencedora. “A falta de preparação física de Elaine fez com que seus adversários não a vissem como adversária. No entanto, ela era a participante mais equilibrada emocionalmente”, disse Siqueira. “Elaine foi para a final com uma concorrente com um físico muito bom. Mas a falta de preparação emocional fez com que a adversária desabasse a chorar e desistisse”, completou.

O resultado do programa já é de conhecimento de todos, Elaine venceu. O que confirma que a preparação emocional é um bom caminho para se chegar à vitória.

Este texto foi escrito por: Romena Coelho

Last modified: outubro 6, 2001

Redação Webventure
Redação Webventure