Conheça algumas praias paradisíacas pouco visitadas no Caribe

Conheça 7 praias caribenhas belíssimas que são pouco conhecidas pelos turistas e tem pelas paisagens e águas cristalinas

Quer ir ao Caribe? A matéria está recheada de dicas e praias pouco conhecidas pelos turistas que você pode tirar um ou dois dias de sua viagem para conhecer. Você não vai se arrepender, o confira 7 praias espalhadas pelo Caribe par conhecer, veja:

Foto: Gustavia ThierryDehove/Fotolia

Foto: Gustavia ThierryDehove/Fotolia

1 – Gustavia (São Bartolomeu) 

Gustavia é a maior cidade de São Bartolomeu, tem esse nome em homenagem à Gustavo III, da Suécia. Com três mil habitantes, recebe centenas de visitantes ao longo do ano e seu porto está sempre lotado de barcos e iates. Apesar de parecer um destino movimentado à primeira vista, basta desembarcar em seu aeroporto, alugar um carro e seguir em pequenas excursões para explorar os arredores e descobrir lugares que parecem permanecer intactos e inexplorados, mesmo depois de mais 500 anos de história. A ilha foi descoberta por Cristóvão Colombo, em 1493.

Foto: Providenciales Travnikovstudio/Fotolia

Foto: Providenciales Travnikovstudio/Fotolia

2 – Providenciales (Ilhas Turcas & Caicos)

O arquipélago formado por 40 ilhas é pouco conhecido pelos viajantes brasileiros. São poucos os que ouviram falar sobre o lugar. Mas, é só ver algumas fotos, para querer visitá-lo o quanto antes. Quem quiser férias com ares de exclusividade deve correr e comprar logo suas passagens aéreas para a ilha de Providenciales.

Foto: Flickr/Alexandre Breveglieri CC BY 2.0

Rodgers Beach Foto: Flickr/Alexandre Breveglieri CC BY 2.0

3 – Rodgers Beach (Aruba)

Na costa sul da ilha de Aruba, fica numa enseada com areia branca e fofa, excelente para caminhar molhando apenas os pés na água morna. A razão para Rodgers ainda ser pouco conhecida está relacionada à maioria das praias estarem situadas do lado leste do país. Dividido ao meio por um píer, o lugar ainda conta com grandes recifes de corais.

Foto: Red Frog Ian Woolcock/Fotolia

Foto: Red Frog Ian Woolcock/Fotolia

4 – Red Frog Beach (Panamá)

Para curtir um mergulho e pôr-do-sol tranquilos, o destino mais indicado é a pouco explorada Red Frog Beach, nome dado pela intensa presença de sapinhos vermelhos na vegetação local. Surfistas são os únicos e poucos visitantes da praia, atraídos pelas ondas de até quatro metros de altura.

Foto: Holbox Diegocardini/Fotolia

Foto: Holbox Diegocardini/Fotolia

5 – Holbox (México) 

O acesso à ilha é exclusivamente via barquinhos a motor já que os carros são proibidos na ilha. Por lá, os únicos meios de locomoção admitidos são carrinhos de golf e bicicletas. Holbox ganhou fama por ser um dos únicos lugares do planeta em que é possível nadar com o tubarão baleia, o maior peixe do mundo! Mas, esse gigante do mar só aparece pela ilha entre junho e agosto. Para os amantes da pesca uma gama de programas e passeios de pescaria, inclusive a modalidade de “fly fishing”.

Foto: Pink Sand Beach Flickr/Mike's Birds CC BY-SA 2.0

Foto: Pink Sand Beach Flickr/Mike’s Birds CC BY-SA 2.0

6 – Pink Sand Beach (Antígua e Barbuda)

A praia é enorme e em algumas horas do dia, dependendo da luminosidade, suas areias ficam com uma tonalidade rosa. Essa coloração se deve ao grande número de fragmentos de conchas na areia da praia, dando um efeito muito bonito quando o sol bate. Em um ponto no meio da praia é possível alugar cadeiras e guarda-sóis, mas, se quiser privacidade, basta andar e achar um pedacinho só para você. O lado direito da praia é excelente para a prática de snorkel.

Foto: Maundays Bay Eqroy/Fotolia

Foto: Maundays Bay Eqroy/Fotolia

7 – Maundays Bay, em Anguilla

Além da cor da água também impressionante, ela é pequena, aconchegante e o mar parece uma lagoa de tão calmo. Essa é a praia onde fica o luxuoso resort Cap Juluca, frequentemente visitado por celebridades e milionários. Apesar do hotel dominar o local de ponta a ponta, qualquer um tem acesso à praia, entrando pela portaria lateral. Diferentemente das outras, a Maundays Bay não tem estrutura de bares e cadeiras, apenas um restaurante em um dos cantos.

Last modified: fevereiro 13, 2017

Gabriel Gameiro
Gabriel Gameiro
Estudante de jornalismo, que caiu no mundo dos esportes por acidente e com o tempo aprendeu a amar. Gosta do que faz e apesar de ainda não ser um corredor ama fazer spinning e cobrir corridas.