Foto: Pixabay

Team AkzoNobel abre vantagem e tem chance real de vitória na Nova Zelândia

Redação Webventure/ Expedições, Natureza, Vela, Viagem

Barco de Martine Grael acelera na reta final da sexta etapa da Volvo Ocean Race

O barco team AkzoNobel, da brasileira Martine Grael, retomou a liderança da sexta etapa da Volvo Ocean Race 2017-18, caminho entre Hong Kong e Auckland (Nova Zelândia). A equipe da campeã olímpica na Rio 2016 abriu ainda mais de 20 milhas de vantagem para o segundo colocado, o Turn the Tide on Plastic.

O curinga na tabela de classificação no momento é o Scallywag, que adotou o modo invisível no início desta manhã de domingo (25).  No momento em que sumiram do mapa, eles tinham uma pequena vantagem na liderança.

Já pensou em participar da Copa Internacional Levorin de MTB? Clique aqui e inscreva-se!

O team AkzoNobel já contorna o Cabo Reigna e navega pelo norte da Nova Zelândia. Os líderes estão cada vez mais rápidos e a turma retardatária sofre para andar.

Equipe da campeã olímpica na Rio 2016 abriu ainda mais de 20 milhas de vantagem Foto: Rich Edwards/Volvo Ocean Race

Equipe da campeã olímpica na Rio 2016 abriu ainda mais de 20 milhas de vantagem Foto: Rich Edwards/Volvo Ocean Race

“Eles estão indo três ou quatro nós mais rápido que nós. Eu não acho que haja algo que possamos fazer para passar”, disse o comandante do Dongfeng Race Team, Charles Caudrelier. A equipe está em segundo na classificação geral, que tem o MAPFRE como líder.

A previsão de chegada, segundo os dados enviados pela organização da Volta ao Mundo, é na terça-feira (27). Se o resultado se confirmar será a primeira vitória em etapa do barco de Martine Grael.

A previsão de chegada é na terça-feira (27) Foto: Rich Edwards/Volvo Ocean Race

A previsão de chegada é na terça-feira (27) Foto: Rich Edwards/Volvo Ocean Race

Last modified: fevereiro 26, 2018

Redação Webventure
Redação Webventure