Foto: Pixabay

Casal brasileiro de mergulhadores morre no México

Redação Webventure/ Mergulho

Entrada do cenote Chac Mool (foto: Arquivo pessoal Paulo Amorim)
Entrada do cenote Chac Mool (foto: Arquivo pessoal Paulo Amorim)

Um casal de mergulhadores brasileiros morreu no México enquanto praticava a atividade em um cenote (caverna inundada) em Riviera Maya, Cancún. Os corpos de José Brugnaro Neto, 34 anos, e Renata Alves Quirino Costa, 36, foram encontrados na madrugada da última sexta-feira (20).

Segundo informações do site mexicano Por Esto!, o casal entrou no local por volta das 16 horas da quinta-feira, junto com o guia espanhol Ismael Mazanares, de 34 anos, que também morreu. Eles foram resgatados a 1h da manhã, já sem vida, a 120 metros da borda do poço. Até o momento, a causa das mortes indica asfixia por falta de oxigênio nos cilindros, mas o resultado da necrópsia ainda não foi confirmado.

O cenote Chac Mool é um dos pontos de mergulho mais famosos do México, onde se encontra a maior estalactite submersa do mundo. O mergulhador brasileiro Paulo Amorim, que já o explorou, conta que a navegação no local “não é simples”, principalmente nas áreas de cavernas, onde não há iluminação natural e o percurso pode parecer um labirinto.

Ele também lembra que existe uma placa na entrada das áreas de cavernas do cenote, “justamente para intimidar e tentar conscientizar mergulhadores sem treinamento de cavernas de que não se deve passar desse ponto”. Entretanto, ele mesmo já soube de casos de pessoas que ultrapassaram esse limite incentivadas pelos próprios guias locais.

Este texto foi escrito por: Ana Ferrareze

Last modified: julho 23, 2018

Redação Webventure
Redação Webventure