Foto: Pixabay

São José do Barreiro é caminho para aventura e ecoturismo na Serra da Bocaina

A pequena cidade localizada no Vale do Paraíba, aos pés da Serra da Bocaina, é uma ótima opção para a prática de turismo de aventura e ecoturismo. Ao chegar a São José do Barreiro, no interior de São Paulo, com seus casarios coloniais e uma pacata praça da matriz onde o tempo não passa, engana-se quem acha que não há nada para fazer pois é justamente a partir deste ponto que a aventura começa.

São 25 quilômetros de subida para chegar de São José do Barreiro ao Parque Nacional da Serra da Bocaina. Foto: Divulgação São 25 quilômetros de subida para chegar de São José do Barreiro ao Parque Nacional da Serra da Bocaina. Foto: Divulgação

São 25 quilômetros de subida para chegar ao Parque Nacional da Serra da Bocaina. Recentemente a estrada recebeu trechos de asfalto e cascalho justamente para permitir aos visitantes boas condições de tráfego. No trajeto há vários mirantes naturais, parada obrigatória para contemplar a natureza e de onde é possível observar as cadeias de montanhas que formam as serras da Bocaina e Mantiqueira. A cada quilômetro de subida o frio aumenta e a sensação de estar chegando nas nuvens também.

Fazer o trajeto já é prazeroso mas melhor ainda é caminhar nos campos floridos da serra e visitar o parque, que só permite a entrada de visitantes com autorização e a assinatura de termo de responsabilidade. O ideal é fazer a visitação com guias treinados e com carro 4X4 se o percurso for longo.

A pé é possível fazer caminhadas de 1,5 ou 15 quilômetros ida e volta até as cachoeiras Santo Isidro e Posses, respectivamente, passeando em meio a Mata Atlântica com total integração com a natureza e observando pássaros, animais silvestres, espécies variadas de bromélias e outras espécies de fauna e flora típicas protegidas por leis ambientais.

Há também a Trilha do Ouro com 73 quilômetros de extensão chegando à praia de Mambucaba, em Angra dos Reis. Esta trilha tem duração de quatro dias e só pode ser feita com guias treinados e com experiência em andar na mata.

Nos arredores do parque existem muitas trilhas para praticar mountain bike. No roteiro, tanto a pé quanto de bike, estão incluídos mirantes para contemplação, cachoeiras como a do Paredão e as ruínas da Casa de Pedra.

Uma das atrações do local é a rampa de voo livre que atrai os aventureiros de asa delta e paraglider mais experientes devido à complexidade, altura e ventos.

Parque Nacional da Serra da Bocaina

Na Serra da Bocaina é possível ver os famosos cogumelos azul e vermelho. Foto: divulgação Na Serra da Bocaina é possível ver os famosos cogumelos azul e vermelho. Foto: divulgação

Com 104 mil hectares o Parque Nacional é uma das maiores áreas protegidas de Mata Atlântica. A cidade de São José do Barreiro tem o privilégio de ser o portal do parque que se estende até as cidades de Angra dos Reis e Paraty (RJ), Areias, Cunha e Ubatuba (SP). É no Parque Nacional da Serra da Bocaina que está o maior pico do Estado de São Paulo, o Pico Tira Chapéu, localizado a 2.088 metros no morro Bela Vista e de onde é possível avistar as cidades do Vale do Paraíba, toda a cordilheira da Serra da Mantiqueira e a baía de Paraty.

O parque possui uma enorme biodiversidades onde vale a observação de toda sua flora e fauna. É o local onde é possível ver os famosos cogumelos azul e vermelho. Estima-se que 60% da vegetação é composta por mata nativa e o restante foi regenerada há 30 anos. Cerca de 300 espécies de pássaros foram registradas e a mata é ainda habitat de várias espécies de cobras e insetos além de macacos, tatu e onça.

Este texto foi escrito por: Isabela Rios

Last modified: setembro 23, 2014

Redação Webventure
Redação Webventure