Foto: Pixabay

Quer curtir o lado tranquilo do Caribe? Conheça Tobago

Foto: Fotolia Foto: Fotolia

A república de Trinidad e Tobago, é composta por estas duas ilhas, fica localizada a apenas 11 km da costa nordeste da Venezuela, nas Pequenas Antilhas. O país não faz fronteira terrestre com nenhuma outra nação e possui cerca de 1 300 mil habitantes.

Trinidad e Tobago foi colonizada por espanhóis, franceses, holandeses e britânicos, os últimos foram os que mais deixaram suas marcas na cultura local, a língua oficial é o inglês britânico, a direção dos carros nas ruas também segue seus padrões.

Enquanto Trinidad, a maior ilha, é muito mais agitada, conhecida pelos bares, restaurantes e casas noturnas, Tobago consegue manter seu lado rústico. São 300 km² com uma população de apenas 57 mil moradores e uma das melhores qualidades de vida de todo o Caribe, com índice de alfabetização de 99%.

Inscreva-se para Amazing Runs – Ilha do Mel!

Foto: Fotolia Foto: Fotolia

O destino é a melhor opção para quem quer curtir a beleza do caribe sem todos aqueles luxos dos grandes resorts. As instalações, a receptividade do povo e as encantadoras praias paradisíacas criam um ambiente único e completamente diferente do que aquilo que as pessoas pensam quando imaginam o Caribe.

Lá é possível fazer trilhas no meio de uma floresta tropical, praticar esportes aquáticos como surf e kitesurf (dependendo da época do ano), stand up paddle, caiaque, ou simplesmente deitar na areia e curtir a natureza. Metade da ilha é banhada pelo Caribe e outra parte pelo Oceano Atlântico.

O clima local é semelhante ao do Nordeste brasileiro, a temperatura é alta quase o ano inteiro, com mínimas entre 20ºC e 22ºC e máximas próximas dos 30ºC. A água é morna de janeiro a dezembro.

Em Tobago, as praias incríveis, cachoeiras e pântanos são paisagens dominantes e que mais atraem os turistas. O lugar ainda está longe de ser primeira opção para os turistas, mas a cada ano vem sendo mais visitado por quem busca relaxar nas belezas naturais caribenhas.

Foto: Fotolia Foto: Fotolia

Este texto foi escrito por: Carolina Abrantes

Last modified: março 24, 2017

Arquivo