Foto: Pixabay

Novo sistema de GPS aumenta responsabilidade dos navegadores no Rally Dakar

Redação Webventure/ Dakar

Dunas serão ponto de maior dificuldade com novo regulamento (foto: Divulgação ASO/ LouisVillers)
Dunas serão ponto de maior dificuldade com novo regulamento (foto: Divulgação ASO/ LouisVillers)

Uma das novidades para a edição 2011 do Rally Dakar é a mudança no regulamento para o sistema de navegação por GPS. Com ela, o papel dos navegadores ganhará bastante importância, algo que pode alterar os favoritos e transformar radicalmente a disputa pelo título principalmente nas categorias carros e caminhões.

Na realidade, a grande novidade se dá pelo fato de o road book incluir vários way points (WPM) ocultos, dos quais os concorrentes devem se aproximar, a fim de validar a passagem. No final da especial, aqueles que deixarem de passar por qualquer dos way points serão penalizados.

Em 2010, por exemplo, o WPM oculto aparecia no GPS a partir do momento em que se estivesse dentro de um raio de três quilômetros. Agora, os pilotos terão de estar muito mais perto, a apenas 800 metros, para conseguirem localizá-lo.

Um dos navegadores que já testou a novidade, Lucas Cruz, que corre ao lado de Carlos Sainz, promete mudar seu jeito de navegador. “A partir de agora, o navegador deve tentar seguir à risca todas as indicações das notas, a fim de localizar os way-points, sob a ameaça de uma punição”, afirma. “Na realidade, teremos que estar ainda mais concentrados.”

O estresse maior deverá ficar para as dunas, onde há poucos pontos de referência. “Fica bem mais fácil cometer erros e ir para a direção contrária por vários quilômetros numa duna, enquanto quando há pista e interseções, sabemos facilmente se estamos no caminho certo”, finaliza Lucas.

Este texto foi escrito por: Webventure

Last modified: dezembro 29, 2010

Redação Webventure
Redação Webventure