Foto: Pixabay

Fotografando o pôr-do-sol

Criatividade e técnica ajudam  no registro do pôr-do-sol (foto: Bruno Sellmer)
Criatividade e técnica ajudam no registro do pôr-do-sol (foto: Bruno Sellmer)

No inverno a pouca chuva e o excesso de poeira em suspensão na atmosfera deixam o pôr-do-sol bem amarelo e muito fotográfico. Para registrá-lo é preciso ter cuidado. Para não ter uma foto sem graça e muito comum é preciso atentar para a composição e a fotometria.

A composição é a maneira como você enquadra os objetos na sua fotografia. Geralmente, nas fotos de pôr-do-sol, o sol aparece no meio, envolto a grande luminosidade e cores alaranjadas. Sempre, antes de tirar a foto, tente encontrar formas diferentes de retratar este momento.

Utilize molduras naturais (como a da foto), perceba algum elemento novo que possa enriquecer a sua fotografia. Ao invés de fotografar o sol contra um horizonte limpo e plano procure por algo em primeiro plano que dê um destaque especial à foto.

Na hora de fotometrar (medir a quantidade de luz correta para a sua foto) é preciso tomar cuidado. Se o sol ocupar a parte central da foto, o fotômetro entenderá que há muita luz e escurecerá demais a imagem. Para fotometrar corretamente siga os seguintes passos:

1- Coloque a câmera de tal forma que o sol fique fora do visor;
2 – Meça a luz e regule a velocidade para que o fotômetro fique zerado;
3 – Recomponha a foto e faça o click com a regulagem do passo 1.

Pronto, você terá uma foto com riqueza de detalhes, sem perder aquele amarelo intenso do pôr-do-sol e sem escurecer demais a foto. Para utilizar estas técnica, você precisa apenas de uma câmera automática.

Este texto foi escrito por: Bruno Sellmer, especial para o Webventure

Last modified: agosto 6, 2001

Redação Webventure
Redação Webventure