Foto: Pixabay

Conheça cinco paraísos secretos em Paraty

Matéria atualizada em 09/06/2016 às 15h19

A cidade de Paraty, no estado do Rio de Janeiro, é conhecida pelas belezas naturais e atrai visitantes de várias partes do país o ano todo. Mas, além do patrimônio cultural, você sabia que esse município abriga esconderijos apaixonantes?

 Paraty é conhecida pelas belezas naturais e atrai visitantes de várias partes do Brasil. Foto: Alexandre Koda/Webventure Paraty é conhecida pelas belezas naturais e atrai visitantes de várias partes do Brasil. Foto: Alexandre Koda/Webventure

Confira a lista com cinco paraísos secretos espalhados por essa cidade histórica:

Martim de Sá
Para passar um dia em Martim de Sá, é possível chegar de duas formas: ou fazendo uma trilha, saindo de Pouso da Cajaíba – vale alertar que o caminho é aconselhável apenas para os mais aventureiros já que a trilha é bem íngreme – ou pegando um barco do cais, com preço das passagens variando entre 40 e 60 reais.

A viagem é cheia de adrenalina, já que o passeio é em mar aberto. Fique ligado no tempo. Com muito vento ou chuvas fortes os barcos não conseguem fazer o percurso. Chegando lá, um paraíso sem luz elétrica espera o viajante. A praia, mesmo no inverno, fica repleta de todos os tipos de tribos: os que gostam de surfar, os praticantes de slackline, até os jogadores de futevôlei e frescobol têm espaço.

Sumaca
Ainda mais selvagem do que Martim de Sá é a Sumaca. Um bar e uma praia maravilhosa são o que a região tem para oferecer. É possível fazer uma trilha de pouco mais de uma hora para chegar em Sumaca, partindo tanto de Pouso quanto de Martim. Outra opção para quem dispensa muito esforço é fazer a viagem de barco.

Praia do Sono

Para chegar à Praia do Sono, você pode ir de carro, pegar vans ou barcos. Foto: Henrique Ferreira/Flickr Para chegar à Praia do Sono, você pode ir de carro, pegar vans ou barcos. Foto: Henrique Ferreira/Flickr

A Praia do Sono tem areias claras, bem finas e ondas grandes que atraem surfistas durante o ano todo. Você ainda pode curtir várias piscinas naturais formadas pelo córrego da Jamanta. Basta encarar uma trilha bem curtinha, de 20 minutos, que começa ao lado da igrejinha localizada no meio da praia. Para chegar à Praia do Sono, opção é o que não falta: você pode ir de carro, pegar vans que saem do centro de Paraty ou barcos no porto. Outra alternativa é fazer uma trilha que dura cerca de 1h30 partindo da Vila do Oratório, próximo ao Condomínio Laranjeiras.

Pouso da Cajaíba

Dos paraísos escondidos, Pouso da Cajaíba é um dos mais fáceis de chegar.  Foto: Fred Schinke/Flickr Dos paraísos escondidos, Pouso da Cajaíba é um dos mais fáceis de chegar. Foto: Fred Schinke/Flickr

Dos paraísos escondidos, Pouso da Cajaíba é um dos mais fáceis de chegar. No porto de Paraty há vários barcos disponíveis para fazer esse passeio, a maioria de pescadores e moradores da região. Uma dica: pegue o mapa de toda Reserva Ecológica da Joatinga, onde fica Pouso, no próprio cais. A região é o ponto de partida para trilhas que chegam a Martim de Sá e Sumaca. Além de aproveitar a natureza, o forró que acontece na maioria dos bares na alta temporada é imperdível.

Saco do Mamanguá

Saco do Mamanguá é o único fiorde brasileiro, entrada de mar cercada por altas montanhas rochosas. Foto: quantz/Flickr Saco do Mamanguá é o único fiorde brasileiro, entrada de mar cercada por altas montanhas rochosas. Foto: quantz/Flickr

De Paraty, a viagem de barco leva cerca de duas horas. De Paraty-mirim o trajeto é bem menor, apenas 15 minutos. Não importa a forma, ir para Saco de Mamanguá vale a pena. Os barqueiros costumam cobrar entre 100 e 150 reais pela travessia, e as águas cristalinas durante todo o percurso compensam. Ao chegar, são 33 praias e é o único fiorde brasileiro, entrada de mar cercada por altas montanhas rochosas.

Dentre as atividades possíveis de se fazer na região estão às marítimas como caiaque, stand up paddle, natação, pesca e passeios de barco. Em se tratando de montanhismo, a atração favorita é o Pão de Açúcar, com entrada pela Praia do Cruzeiro. A trilha dura cerca de 1h30 e a parte final é bastante íngreme, mas viável para pessoas de todas as idades. Chegando ao topo da subida, o viajante depara-se com uma vista estonteante de toda a Baía de Paraty.

Praia Grande da Cajaíba

Para chegar na Praia Grande da Cajaíba o caminho é por água, pegando o barco no porto de Paraty. Foto: Ricardo Gaspar/www.paraty.com.br Para chegar na Praia Grande da Cajaíba o caminho é por água, pegando o barco no porto de Paraty. Foto: Ricardo Gaspar/www.paraty.com.br

A Praia Grande da Cajaíba fica do lado direito do Pouso de mesmo nome. Na região o viajante pode aproveitar a lagoa, cachoeira e rios, todos próximos da praia e que são ideais para um dia inteiro de passeio. Os quiosques próximos ao mar também são imperdíveis, ficam bem movimentados durante o fim de semana. Para chegar nessa praia o caminho é por água, pegando o barco no porto de Paraty.

A lista com os destinos foi elaborada pelo AlugueTemporada. Para mais informações, acesse www.aluguetemporada.com.br

Este texto foi escrito por: Webventure

Last modified: fevereiro 25, 2017

Redação Webventure
Redação Webventure