Foto: Pixabay

Cid Ferrari se prepara para subir o Everest e encerrar o projeto “Sete Cumes” em 2016

O engenheiro paulistano Cid Ferrari enfrentará o último desafio de seu “Projeto Sete Cumes”, que divide o globo em sete regiões e elege a montanha mais alta e desafiadora de cada uma delas. Em primeiro de abril de 2016, ele parte para a Cordilheira do Himalaia, entre o Nepal e o Tibete, para explorar um velho conhecido: o Everest.

Em primeiro de abril de 2016, ele parte para a Cordilheira do Himalaia, entre o Nepal e o Tibete, para explorar um velho conhecido: o Everest. Foto: arquivo pessoal Em primeiro de abril de 2016, ele parte para a Cordilheira do Himalaia, entre o Nepal e o Tibete, para explorar um velho conhecido: o Everest. Foto: arquivo pessoal

Esta será a terceira vez que o aventureiro irá tentar escalar a montanha, que tem impressionantes 8.848 metros de altitude. Em 2011, Cid tentou chegar ao cume, mas sofreu um acidente vascular no pé esquerdo e precisou interromper a escalada quando já estava a cerca de sete mil metros o que o forçou a deixar a aventura a bordo de um helicóptero. Na segunda tentativa, em 2014, sua expedição foi interrompida por uma forte avalanche que atingiu a região.

Essas aventuras só trazem ainda mais sabor ao feito que Cid está prestes a realizar. Até lá, o alpinista tem um cronograma repleto de treinos, com caminhadas e subidas de escada, e escaladas: em setembro esteve no Atacama, no Chile, para escalar quatro vulcões, em janeiro irá praticar na Nova Zelândia; no Carnaval, o destino será o Equador, onde irá subir algumas montanhas do país.

O montanhista já tem na bagagem as conquistas dos montes Kilimanjaro (Tanzânia), Elbrus (Rússia), McKinley (Alasca), Vinson (Antártica), Aconcágua (Argentina), Cartensz (Indonésia), Kosciuszko (Austrália), pequeno Alpamayo e Huayna Potosi Potossi (Bolivia), Cotopaxi (Equador), Valhuna (Peru), Lascar e Licancabur (fronteira Chile e Bolivia) sua mais recente vitória, em outubro de 2015.

Este texto foi escrito por: Webventure

Last modified: outubro 23, 2015

Arquivo