Foto: Pixabay

Brasileiro de mountain bike vale vaga para o Pan

Redação Webventure/ Biking

As três vagas do mountain bike nacional nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg, que acontecem de 23 de julho a 8 de agosto, no Canadá, serão decididas no domingo, em Canela (RS), durante a disputa das finais do Campeonato Brasileiro de Cross Country.

Serão duas vagas para o masculino e uma para o feminino. Já foram realizadas duas provas, em São Sebastião da Grama (SP) e em Sabará (MG), ambas vencidas pelos paulistas Márcio Raveli e Adriana Nascimento.

Eles lideram o Brasileiro em suas categorias com 26 pontos e só não garantiram o título por antecipação devido à pontuação dobrada da última etapa.

Na segunda colocação do masculino, seguem empatados Odair Pereira (SP) e Abraão Azevedo (DF), com 17 pontos. No feminino, a segunda posição está com Carolina Ribeiro (DF), que tem 20 pontos.

De olho em Sydney – Assim como em outros esportes, os atletas do mountain bike brasileiro vêem os Jogos de Winnipeg como uma boa oportunidade para garantir vaga na Olimpíada de Sydney, no ano que vem.

O primeiro e o segundo colocados do masculino conquistarão duas vagas, cada um, para seus países. No feminino, apenas uma vaga estará em disputa. O mountain biker que conseguir o feito, porém, não será necessariamente o que representará seu país nos Jogos de 2000.

Antes de Winnipeg, os brasileiros poderão tentar uma vaga na Olimpíada no Pan-Americano de Mountain Bike, marcado para 12 e 13 de junho, em Manizales, na Colômbia.

Igualmente aos Jogos Pan-Americanos, o primeiro e segundo colocados garantem o lugar do país em Sydney. Mas, neste campeonato, o resultado dá apenas uma vaga.

Caso não consigam vaga para Sydney nos Jogos e no Campeonato Pan-Americanos, os brasileiros irão para o tudo ou nada no Mundial de Mountain Bike, que acontece de 11 a 19 de setembro, em Are, na Suécia, e também dá vagas para a Olimpíada.

Este texto foi escrito por: Webventure

Last modified: maio 20, 1999

Redação Webventure
Redação Webventure