Foto: Pixabay

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo

Redação Webventure/ Curiosidades

Água, açúcar, corantes, aromas sintetizados e gás carbônico. Esta é a base de quase todo refrigerante, falta só acrescentar algum sabor. Enquanto a maioria das empresas apostam no básico, algumas investem em opções pouco convencionais. O Webventure separou os refrigerantes mais estranhos que você pode encontrara em suas viagens pelo mundo.

Os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo

1. Salty Watermelon – Japão

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo - Foto: flickr - theimpulsivebuy

Foto: flickr – theimpulsivebuy

Em 2012, a Pepsi começou a vender um novo sabor de refrigerante no Japão: melancia salgada. No entanto, isso não causou tanto estranhamento para os japoneses, já que no verão a melancia é bastante consumida e algumas pessoas costumam colocar um pouco de sal na fruta, para realçar o sabor. Fugir do tradicional já virou tradição para a marca, durante o verão asiático em 2011, eles colocaram no mercado uma bebida com sabor de pepino gelado.

2. Guaraná Jesus – Brasil

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo -  Foto: flickr - Felipe Braga

Foto: flickr – Felipe Braga

É docinho, com um toque de cravo e canela e, claro, tem um tom rosado inconfundível. O Guaraná Jesus está tão integrado ao dia a dia dos maranhenses, que já faz parte da vida e da história das famílias da região. Comer uma fatia de bolo ou uma tapioca com Guaraná Jesus no lanche da tarde, é como abocanhar um pouco da cultura do estado. Isso no nordeste do país, já que em outras regiões não é tão fácil assim encontrar o refrigerante.

3. Canna Cola – Estados Unidos (apenas onde a lei permite)

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo -  Foto: flickr - Felipe Braga

É isso mesmo que você leu: refrigerantes com (nem tão poucos) miligramas de THC tetrahidrocanabinol, substância psicoativa da maconha -, estão disponíveis no mercado. Na foto acima, está a Canna Cola e outros quatro sabores da bebida lançada em 2011 nos Estados Unidos. São cinco no total: Sour Diesel, de limão; Orange Kush, de laranja; Dr. Weed, inspirado no Dr. Pepper; Grape Ale, de uva e finalmente o tradicional de cola.

4. La Bamas – Japão

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo -  Foto: Groupon HK

Foto: Groupon HK

É até menos estranho do que parece: o alho preto é um tipo naturalmente fermentado, muito usado na cozinha asiática. Com sabor adocicado, é considerado um produto ótimo para a saúde rico em antioxidantes e, na Tailândia, acredita-se até que ele aumenta a expectativa de vida. Não era difícil de prever que alguém iria tentar engarrafar este elixir da juventude.

5. Inca Kola – Peru

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo -  Foto: Flickr - Matito

Foto: Flickr – Matito

O arbusto de aroma cítrico nativo da América do Sul, Lúcia-lima é o ingrediente base para a Inca Kola. O refrigerante peruano, de cor amarelo-ouro, foi criado em 1935 pelo imigrante britânico José Robinson Lindley e se tornou um ícone nacional. A Coca-Cola Company, hoje dona de 49% da empresa, comercializa a bebida no mercado mundial. Já viu alguma garrafinha da bebida dourada por aí?

6. Quatro Pomelo – Argentina

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo

Foto: Reprodução – Facebook

Refrigerante comercializado na Argentina, Uruguai, Chile e Colômbia. É feito de Pomelo, uma fruta do gênero Citrus (cujos representantes são a Tangerina e a Cidra), parente do Graipefruit (Toranja). É amargo e lembra uma mistura de Schweppers Citrus com Água Tônica, segundo algumas pessoas que já o experimentaram.

7. Kola Inglesa – Colombia

Conheça os 7 refrigerantes mais estranhos do mundo -  Foto: Flickr - sandyshoes

Foto: Flickr – sandyshoes

Fechando a lista dos refrigerantes mais estranhos do mundo, a Kola Inglesa é o contrário do que o nome indica. Não é inglesa, mas sim um produto Colombiano da Coca-Cola Company. É conhecido como The Red Cola. A Bebida é bastante popular em toda a América do Sul (menos no Brasil, pelo visto) e possui gosto similar da Coca-Cola, porém com um toque de cereja.

Este texto foi escrito por: Gabriel Gameiro

Last modified: agosto 29, 2019

Redação Webventure
Redação Webventure