Foto: Pixabay

Quer adrenalina? Vá de bungee jump!

Redação Webventure/ Aventura brasil, Offroad, Outros, Páraquedismo

Ao chegar na São Paulo Expo as primeiras atividades que o visitante vê são as pistas de test drive off road para carros, motos e o tão temido bungee jump. A atração montada pela Maxxtreme pode ser considerada a mais radical da feira, já que o guindaste puxa o participante a 45 metros de altura do chão em queda livre.

O instrutor Carlos Cernev conta que a empresa já realizou atividades em outras edições da Adventure Fair. “Já estivemos na feira com simulador de asa delta, arvorismo, pista de skate entre outras coisas. Dessa vez escolhemos o bungee jump pela experiência única do salto, ja que é algo diferente de qualquer coisa como paraquedismo ou outra modalidade”.

Inscreva-se para a Bravus Mud Race no site do Ticket Agora!

Foto: Carolina Abrantes/Webventure Foto: Carolina Abrantes/Webventure

O salto em si não dura nem três segundos, mas a cada dia de feira ocorrem em média 70 deles. “Ninguém sai do bungee jump sem um sorriso no rosto, a descarga de adrenalina faz isso com a pessoa. É incrível”, conta Carlos.

Eu fui!

Não vou mentir que logo ao saber da atração ela se tornou uma das minhas favoritas. Junto a cobertura do evento pude participar de todas as atividades e a que estava faltando era apenas o bungee jump.

Ao entrevistar Carlos, um dos instrutores do espaço, recebi o convite para saltar naquela mesma hora. Obviamente eu queria, mas não vou mentir que o frio na barriga veio. Na hora aceitei e em menos de 15 minutos estaria vivendo uma das maiores aventuras da minha vida.

Foto: Carolina Abrantes/Webventure Foto: Carolina Abrantes/Webventure

Ao subir em uma cabine, puxada por um guindaste junto a um instrutor, o medo começou a aumentar. A vista é linda, lá em cima é possível observar a estrada dos Imigrantes e boa parte da cidade de São Paulo. Como a ansiedade estava maior que a curiosidade tudo passou rápido.

Foto: Carolina Abrantes/Webventure Foto: Carolina Abrantes/Webventure

O instrutor me explicou como seria, colocou meu corpo na posição correta e “tchibum” voei! Que coisa incrível. Logo ao saltar fechei os olhos, afinal eu estava me jogando de muito alto. “O que estou fazendo?”. Pensei. Mas ao lembrar da situação abri os olhos e aproveitei, o grito também saiu, mas o coração ficou e agora não tenho dúvidas… Esse foi só meu primeiro salto!

Foto: Carolina Abrantes/Webventure Foto: Carolina Abrantes/Webventure

Este texto foi escrito por: Christina Volpe

Last modified: outubro 14, 2016

Redação Webventure
Redação Webventure