Foto: Pixabay

Maya Gabeira entra para o Guinnes Book e inaugura categoria feminina de maior onda surfada

Redação Webventure/ Mulher, Surf

Oito meses após surfar a maior onda de sua vida, a big rider recebe a notícia oficial da medição da WSL e realiza seu sonho

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Após uma longa espera, a surfista brasileira Maya Gabeira finalmente realizou seu grande sonho: ter uma mulher reconhecida no Guinnes Book pelo surfe de ondas grandes. A big rider recebeu hoje a notícia da medição oficial da WSL (World Surf League, Liga Mundial de Surfe), e inaugura a categoria feminina de maior onda surfada do livro dos recordes. O feito aconteceu em janeiro deste ano, na praia de Nazaré, em Portugal, onde Maya completou um swell épico de 20.7 metros (68 pés).

Foi nesta mesma praia que, em 2013, a surfista quase morreu tentando estabelecer um recorde mundial feminino. Só após muita reabilitação e treino, conseguiu surfar com sucesso a maior onda de sua vida. Decidida a realizar seu sonho, Maya procurou o professor Miguel Moreira, especialista na Universidade de Lisboa, para que medisse a onda, como forma de registrá-la no Guinness Book. Porém, o registro só poderia ser feito oficialmente após medição da WSL.

Foi então que ela embarcou para Los Angeles, EUA, rumo à sede da WSL, onde teve a promessa de que eles a apoiariam nessa conquista. Após alguns meses sem resposta, Maya não desistiu e criou uma petição em seu site para apoiá-la na busca desse recorde feminino, documento que recebeu mais de 18 mil assinaturas.

Hoje, declarada oficialmente a primeira surfista mulher a realizar esta façanha, Maya mais uma vez é um exemplo de garra e resiliência, servindo de inspiração para muitas atletas mulheres mundo afora. “Estar aqui hoje, praticamente cinco anos após o acidente, é a realização de um grande sonho da minha vida. Tive de superar muitos traumas, foram várias lesões e um longo tempo de recuperação, e eu por muitas vezes cheguei a pensar que isso não seria possível. Mas essa conquista não é só minha, pois sem o suporte da minha família e da minha equipe, nada disso teria sido possível. Eu só tenho a agradecer a todos pelo apoio, eu realmente tenho muita sorte!”, comenta Maya.

Last modified: outubro 1, 2018

Redação Webventure
Redação Webventure