Foto: Pixabay

Vai viajar? Conheça 10 lugares que você precisa visitar na Ásia

O Webventure separou para você 10 lugares lindos que você precisa conhecer na sua próxima viagem para a Ásia

Vai viajar e não sabe para onde ir? Siga essas dicas do <b>Webventure</b> de lugares na Ásia que são lindos e devem ser conhecidos por turistas:

Foto: Fotolia/orpheus26

Foto: Fotolia/orpheus26

1 – Macau (China)

É uma cidade de turismo diferente porque tem muitas características da sua colonização portuguesa – você encontra várias ruas com nomes em português, e pode até falar com esse idioma por lá! Foi à última colônia europeia a conquistar independência na Ásia.

O país é conhecido como a “Las Vegas Chinesa”, muito pelo seu entretenimento, Macau, tem hotéis fantásticos onde os hóspedes podem se divertir nos mais completos cassinos. É o lugar perfeito para turistas que são fãs de compras, joias, antiguidades, porcelanas, chás e até produtos medicinais. Nos passeios diurnos, o centro histórico, patrimônio mundial da UNESCO, tem prédios e igrejas preservadas em arquitetura portuguesa.

Foto: Fotolia/natalia schuchardt

Foto: Fotolia/natalia schuchardt

2 – Luang Prabang (Laos)

Antiga Indochina está situada entre os rios Mekong e Nam Khan. Com seus imensos arrozais, florestas e montanhas, foi declarada pela UNESCO patrimônio cultural da humanidade. É uma cidade antiga, exótica, muito charmosa e guarda muitas histórias. Nas ruas cheias de tuk-tuks estão lojinhas, restaurantes, o mercado noturno com artesanatos coloridos, tecidos, comidas típicas entre outros locais.

Os templos exuberantes ficam por conta do budismo e o animismo. Um dos programas obrigatórios é assistir a cerimônia Morning Alm, onde os moradores oferecem comida aos monges com vestimentas cor de açafrão, que saem dos monastérios após as orações, nas primeiras horas do dia.

Foto: Fotolia/bankrx

Foto: Fotolia/bankrx

3 – Aurangabad (Índia)

No passado Aurangabad foi por algum tempo a capital da Índia. Esta cidade tem uma versão curiosa do Taj Mahal. Porém, a verdadeira razão para visitar esta cidade são os templos de Ajanta e Ellora, que ficam a menos de duas horas de Aurangabad. Como as peças são esculpidas na rocha, não são removíveis e nenhum museu poderia ‘roubá-las’ para si. Algumas são cobertas com pinturas antigas cheias de cor. É necessário um dia para visitar cada sítio.

O destaque fica por conta do templo Ellora Kailash. A rocha viva escavadas com 200 mil toneladas de pedra é um edifício elaborado com galerias e santuários, sendo que algumas das esculturas maiores precisaram de quase 200 anos para serem concluídas.

Foto: Fotolia/sytilin

Foto: Fotolia/sytilin

4 – Dambulla (Sri Lanka)

Esse país tem sido deixado de lado pelos turistas ao longo tempo, em decorrência das guerras, que agora já não existem mais. Ou seja, é possível visitar o lugar com mais tranquilidade e facilidade. Não há muito o que fazer por lá além das praias do sul, o interior montanhoso salpicado de plantações de chá e as relíquias coloniais britânicas.

Um dos lugares que mais se destacam é o conjunto de templos Dambulla, onde estão guardadas centenas de figuras de Buda completamente pintadas. Não muito longe, fica Kandy, que abriga uma das relíquias mais veneradas de Buda, o seu dente, salvo na pira funerária e que confere o direito de governar a ilha para aquele que o possui.

Foto: Fotolia/karinkamon

Foto: Fotolia/karinkamon

5 – Siem Reap (Camboja)

É considerada uma das cidades turísticas mais completas do sudeste Asiático. Com ótimos hotéis, restaurantes, bares, museus, mercados e demais atrativos, o lugar funciona dia e noite.

A rua Phsar Chas, oferece diversas atrações como bares, boates, casas de massagem, inclusive as famosas ‘fish spa’, que usam peixes para massagear os pés. Parece que nessa área se concentram mais estrangeiros. Entre os programas noturnos estão os shows de dança típica; os espetáculos do Phare, o Circo do Camboja; e o movimentado Angkor Market – um mercado onde os visitantes encontram acessórios, roupas de seda, objetos de decoração e artigos religiosos como estátuas do Buda de todos os tipos.

Foto: Fotolia/Suttisak

Foto: Fotolia/Suttisak

6 – Bagan (Myanmar)

A abertura ao turismo em Myanmar está atraindo cada vez mais visitantes. Em oito anos, muitas mudanças aconteceram especialmente no circuito mais comum e é por isso que o passeio vale a pena. Um dos locais mais fascinantes é Bagan, a antiga capital birmanesa dos mil pagodes, um tipo de torre. Embora tenha excursões e passeios de balão , o lugar é tão grande que você pode alugar uma bicicleta explorar e conversar com os moradores que ainda cultivam os campos, ou o monge aposentado que vive em um pagode isolado.

Para desfrutar da vista aérea você pode subir em uma torre e esperar o pôr-do-sol, conferindo o visual inesquecível marcado pelas as silhuetas dos pagodes com o contraste das árvores verdes, responsáveis por uma paisagem digna de um quadro.

Foto: Fotolia/martinhosmat083

Foto: Fotolia/martinhosmat083

7 – Marina Bay Sands (Singapura)

Este hotel tem mais de 2.500 quartos contando também com salas de ginástica, cassinos, um spa e várias lojas de presentes. Para sua construção, foram gastos mais de seis bilhões de dólares.

Ele é recordista por possuir uma enorme piscina ao ar livre, que tem design arrojado, passando às pessoas a impressão de que não tem fim, enquanto a água vai para um grande reservatório, de onde é bombeada e volta para a piscina principal. Seu formato é conhecido como “Infinity”, porque parece terminar apenas no fim do horizonte. A piscina fica localizada no topo dos três edifícios do hotel, no 55º andar.

Foto: Fotolia/Stéphane Bidouze

Foto: Fotolia/Stéphane Bidouze

8Chiang Dao (Thailândia)

Esta região de floresta é a Disneylândia para os amantes da natureza. Com cachoeiras, águas termais e incríveis falésias calcárias. As maiores atrações são os Chiang Dao Caves, que consistem em cerca de 100 cavernas que se estendem até 40.000 pés nas montanhas. Você pode conhecer cinco das cavernas sozinho ou com um guia, para explorar corredores estreitos rochosos, estalactites penduradas e as estátuas de Buda ocultas.

Foto: Fotolia/saiko3p

Foto: Fotolia/saiko3p

9 – Borobudur Stupa (Indonésia)

Menos de uma hora da cidade de Yogyakarta, fica o maior monumento budista do mundo, Borobudur Stupa. Construído de pedra e com mais de 1.200 anos, o santuário surge como uma pirâmide de impressionante 120 pés quadrados, com seis terraços adornados com ricas pinturas esculpidas.

Os três terraços circulares superiores quebram a forma de pirâmide e distribuem 72 estupas ocas, cada uma com seu próprio Buda. A paisagem formada por vulcões e vegetação garante um espetáculo à parte, especialmente durante o amanhecer, quando pouquíssimas pessoas se reúnem para ver o nascer do sol sobre o Borobudur.

Foto: Fotolia/saiko3p

Foto: Fotolia/saiko3p

10 – Dunas de Mui Ne (Vietnã)

Em um país tropical é incomum encontrar desertos cheios de dunas de areia, mas Mui Ne do deserto tem areia em 18 cores diferentes. As mais famosas são as dunas de areia branca e vermelha, além do riacho das fadas, um rio mágico com um fundo de areia macia que flui entre rochas secas.

Last modified: fevereiro 21, 2017

Gabriel Gameiro
Gabriel Gameiro
Estudante de jornalismo, que caiu no mundo dos esportes por acidente e com o tempo aprendeu a amar. Gosta do que faz e apesar de ainda não ser um corredor ama fazer spinning e cobrir corridas.