Foto: Pixabay

Celular salva dupla isolada na Tijuca

Redação Webventure/ Montanhismo

Isolado na noite de anteontem (03/03) na Floresta da Tijuca, o estudante Raphael de
Melo Lima, de 18 anos, ligou de seu aparelho celular para o padrasto Heitor Jorge dos
Santos, que acionou o Corpo de Bombeiros. Raphael e seu amigo Izanagi Ferreira, de 23
anos, ficaram mais de quatro horas no topo do Pico da Tijuca, no Rio. Depois de
enfrentarem frio, fome e cansaço, a dupla chegou ao quartel dos bombeiros às 23h30,
nove horas depois de iniciar a aventura.

Raphael e Izanagi negaram que estivessem perdidos, segundo informa a Agência O
Globo. Eles contaram que iniciaram a subida às 14h30 pela trilha que começa no Largo
do Bom Retiro, dentro do Parque Nacional da Tijuca. Eles pretendiam se encontrar com
outros montanhistas mas, quando chegaram ao pico, o grupo já tinha descido.

Ameaçou cair um temporal e os dois ficaram com medo de descer. Por isso, segundo
eles, foi preciso pedir ajuda. Os dois estudantes contaram que já subiram no pico várias
vezes. Mesmo assim, o tenente coronel Marcos Aurélio, do Grupamento de Bombeiros,
desaconselhou a descida e manteve contato pelo celular com os escaladores até
conseguir encontrá-los. Segundo o oficial, o risco de descer à noite com apenas uma
lanterna é muito grande porque as trilhas são curtas e há muitas ribanceiras, além do
perigo de ataque de cobras venenosas.

Este texto foi escrito por: Webventure

Last modified: abril 5, 1999

Redação Webventure
Redação Webventure