Foto: Pixabay

Brasileiro encara maratona no Everest domingo

Redação Webventure/ Outros

O brasileiro Sérgio Cordeiro encara neste domingo (11/04) o maior desafio de sua
carreira. Depois de correr em ultramaratonas e até por vulcões, o triatleta vai representar
o Brasil no Everest Marathon, uma corrida de 42 km numa altitude de até 5.800m.

Cordeiro nunca correu em montanhas – tinha até medo de escalar. Resolveu topar a
aventura e desde o início do ano começou a se familiarizar com a altitude, treinando no
Pico das Agulhas Negras e até mesmo subindo – a pé – parte do imponente Aconcágua,
na Argentina. “Me surpreendi com a minha reação nas alturas. Acho que posso tentar
fazer uma graça lá no Everest”, promete Cordeiro, de 36 anos, que já foi vice-campeão
mundial de triatlo em 94.

O atleta carioca, que conta com o apoio da Elma Telecomunicações, chegou ao Nepal
no início de março para adaptação. Junto com os demais corredores, ele vem
participando de caminhadas pelo monte para conhecer o trajeto da corrida e aprender os
hábitos do povoado local. A maratona tem trechos de selva isolada, pequenos vilarejos e
oferece aos participantes uma vista espetacular dos montes Kachenjunga, Lhotse e
Makalu (três dos cinco picos do mundo). Cada um dos maratonistas tem de levar – nas
costas – seus próprios suprimentos.

A primeira Everest Marathon aconteceu em 1987, organizada por Diana Penny Sherpani,
a proprietária da Bufo Ventures na Inglaterra, uma empresa que organiza trekking no
Nepal. A corrida vem sendo disputada anualmente desde então, exceto em 1995, quando
tempestades de neve e avalanches impediram os competidores de chegar ao final e
apenas uma meia-maratona pode ser realizada.

No ano passado, o evento reuniu 36 atletas. Erry Cairns, da África do Sul, foi o vencedor
com um tempo de 4h44min, seguido pelo britânico Andrew Humphries e o holandês
Gerrino Mulder. Entre as mulheres – sim, elas também disputam a mesma prova – a
inglesa Jane Paterson-Todd venceu com 7h38min. Em segundo lugar chegou a
norte-americana Lynda Churchfield, seguida pela britânica Val Machin.

Quem é o brasileiro – Número três no ranking mundial do Ultraman, maior prova de
resistência do mundo, o triatleta Sérgio Cordeiro cumpre uma rotina rigorosa de treinos
que inclui cerca de 170 km de ciclismo por dia (Rio-Teresópolis)com o monitoramento
constante de um técnico que garante a ele uma das melhores performances como atleta
de resistência no mundo.

Vencedor do Double Iron Virginia 1998, o atleta reúne títulos em diversos tipos de provas
de resistência, como o Ironman e o Triathlon. Foi vencedor diversas vezes em sua
categoria, do Ironman do Brasil (1987 a 92). É o recordista mundial da etapa de corrida
(84 km) do Ultraman do Canadá. Cordeiro foi ainda vice-recordista por duas vezes da
etapa de corrida do Ultraman do Havaí(1994/1998) e vencedor da Ultramaratona
Internacional de 24 horas em São Leopoldo, RS, em 1998.

Este texto foi escrito por: Webventure

Last modified: abril 8, 1999

Redação Webventure
Redação Webventure