Foto: Barbara Decares/Arquivo pessoal

Você já viu a Aurora Boreal? Veja histórias de brasileiros que conheceram o fenômeno

Christina Volpe/ Sem categoria

Com certeza você já viu lindas fotos sobre a Aurora Boreal e conheceu pessoas apaixonadas pelo fenômeno, mas afinal como acontece? Segundo especialistas ele é causado devido o choque do plasma solar com partículas da atmosfera, após o contato com o campo magnético da Terra. No Hemisfério Norte, se chama Aurora Boreal e no Sul, Aurora Astral.

São feitas diversas expedições para ver o fenômeno que nem sempre aparece, existem épocas e lugares específicos, já que a sorte junto ao planejamento são fatores importantes para cruzar com esse magnífico espetáculo.

Foto: Barbara Decares/Arquivo pessoal

Foto: Barbara Decares/Arquivo pessoal

Apaixonada por viajar, Bruna Monetti,  tinha como grande sonho de sua vida ver a Aurora Boreal, enquanto seu noivo Carlos queria conhecer o Egito. Eles resolveram apertar aqui e ali e incluir em sua Eurotrip a Noruega e Egito. “Estivemos três dias na Noruega, em Tronso, e fiquei extremamente eufórica, é até engraçado lembrar. A sensação foi inexplicável”.

O encontro com a Aurora foi uma surpresa. “Chegamos no hotel por volta das 22h e estávamos exaustos, prontos para dormir e aproveitar melhor o dia seguinte. Resolvi dar uma olhadinha na janela e lá estava ela. Li em vários sites que é muito difícil vê-la pela cidade, por conta da quantidade de luz.  Achei que era minha imaginação, mas não, ela estava lá, bem tímida. Na hora saímos a procura, e foi onde conseguimos ter a primeira experiência”.

Foto: Bruna Monetti/Arquivo Pessoal

Foto: Bruna Monetti/Arquivo Pessoal

“Mais incrível ainda foi o segundo dia, estava muito frio, tiramos os tapetes do carro e colocamos no chão junto a outros turistas. Quando ela apareceu foi um misto de medo, euforia, emoção é surreal. Quando o vento batia as cores no céu se mexiam é como se estivessem dançando”, lembra Bruna.

Agora o casal planeja voltar e fazer uma expedição com guia, onde ele poderá os levar em picos com melhor visão. “Foi algo único, fiquei muito emocionada”.

Inscreva-se para o Circuito de Corridas Caixa, etapa Recife. Clique aqui!

Já Barbara Akares tem uma história diferente. “Morei em Anchorage, no Alaska, durante o ano de intercâmbio, então sempre explorei o local pela natureza e paisagens, a Aurora não foi o principal  motivo de ir lá”.

“A principal lembrança são as luzes”, diz Barbara. “Só consegui ver a Aurora uma vez, na primeira semana que estive lá. Tentei outras vezes, mas não aconteceu. Gostaria de ter tirado mais fotos, mas por ser uma luz em movimento ficou difícil até mesmo capturar com a câmera profissional. Ela só captou a luz verde, não as outras cores. Tentamos diversas vezes ver de novo, mas a sempre acabávamos apenas nos reunindo no frio e esperando”.

Foto: Blickfang/Fotolia

Foto: Blickfang/Fotolia

Foto: Brent/Fotolia

Foto: Brent/Fotolia

Foto: Cale/Fotolia

Foto: Cale/Fotolia

Foto: Petejau/Fotolia

Foto: Petejau/Fotolia

Last modified: junho 19, 2018

Christina Volpe
Christina Volpe
Comecei como corredora, depois me tornei jornalista e repórter do Webventure. Hoje sou editora e convivo diariamente com o esporte há 3 anos. Meu coração bate mais forte toda vez que um atleta conquista seu objetivo, um evento acontece e assisto uma competição emocionante. Sempre estou aprendendo e dando meu melhor.