Foto: Pixabay

Alimentos para levar em trilhas e se manter saudável

Arquivo/ Trekking

A alimentação em trilhas é um aspecto que preocupa a muitos, especialmente os iniciantes. E isto pertinente, pois naturalmente ninguém quer passar fome enquanto caminha, principalmente se estiver em ambientes mais distantes e isolados. Além disso, não se pode errar na alimentação, você vai precisar de energia e força para completar a aventura.

A preocupação e dúvida sobre o que levar, muitas vezes faz com que o caminhante se abasteça de alimentos não muito adequados para uma aventura. O ideal para minimizar problemas é não fugir muito do seu hábito alimenta, supondo que ele seja saudável. Normalmente, nosso organismo já é adaptado aos alimentos que ingerimos, ou seja, se continuarmos comendo as mesmas coisas saudáveis não teremos problemas.

Não pense que você precisa lotar sua mochila de alimentos. Quando caminhamos, normalmente comemos bem menos do que quando estamos parados em casa, onde insistimos em beliscar alguma coisa a todo momento, na maioria das vezes desnecessariamente.

Foto: Pixabay Foto: Pixabay

Quer correr por uma bela praia de Santa Catarina? Clique aqui

O que levar?

A nutricionista Erika Motoie conversou com o Webrun e deu algumas dicas de lanches saudáveis para levar em trilhas, sendo elas longas ou não, veja abaixo:

– Mix de damasco, uva passa, castanha do Pará, amêndoas, cranberries: oferecem anti-oxidantes, minerais e energia durante as trilhas

– Barrinhas de cereais, bolacha de água e sal, bolacha doces sem recheio, grissini, muffin light: fornecem energia para trilhas de média a longa duração.

– Água de coco: isotônico natural (fonte de eletrólitos, líquido e energia)

– Rice cakes, rice crackers: ótimas fontes de energia com o mínimo de gorduras

O que não levar?

Há três regras básicas que devem influenciar em suas escolhas:

1- Evite levar alimentos perecíveis: eles tendem a estragar em poucas horas, e a ingestão de alimentos vencidos é algo sério com consequências imprevisíveis.

2- Evite alimentos difíceis de serem preparados: nem sempre teremos ânimo para ficar horas preparando as refeições e cozinhando após uma longa caminhada.

3- Evite alimentos com grande peso/volume: em trilhas, andar com pouco peso deve ser um objetivo a ser perseguido.

Este texto foi escrito por: Gabriel Gameiro

Last modified: janeiro 23, 2017

Arquivo