Foto: Pixabay

Aconcágua receberá duas expedições brasileiras nessa temporada

Colaborador/ Montanhismo

Aconcágua receberá duas expedições brasileiras nessa temporada (foto: Miradas)
Aconcágua receberá duas expedições brasileiras nessa temporada (foto: Miradas)

A atual temporada de escaladas no Aconcágua receberá duas expedições brasileiras, sendo uma de “novatos” na prática e a outra de entusiastas dos esportes de aventura.

Um dos grupos é de Blumenau (SC), reúne cinco amigos que até pouco tempo atrás eram completamente sedentários e terá apoio de guias locais. A outra equipe, de Campinas (SP), é liderada por Paulo Mazzoto, que parte para sua quarta ascensão na montanha andina, e será completamente auto-suficiente.

A expedição de Santa Catarina foi intitulada Keep on Trekking, ou apenas KOT. Formada por um grupo de amigos, se uniu há cerca de um ano com o objetivo de escalar os 6.960 metros de altitude do Aconcágua.

Para o Publicitário Juliano Sant’Ana, o projeto “mudou nossas vidas para melhor. Aprimorou a saúde e a condição física em prol de um objetivo. Queremos mostrar que qualquer pessoa comum também pode fazer algo parecido”.

Ele ainda afirma que para escalar uma montanha “tem que ter determinação e disciplina, pesquisar muito, praticar o esporte com muita segurança, entender o mundo de aventura, conhecer os melhores equipamentos e saber sobre o comportamento na altitude, principalmente nas situações de risco”. Além do publicitário, faz parte da expedição o empresário Emerson Bernardes, Robson Dalmolin (arquiteto), Frederico Sousa (corretor de imóveis) e o médico Charles Zwicker.

A equipe de Campinas é a FMC/D-Run. Além do experiente Mazzoto, na liderança eles também contam com Décio Ribeiro, que já subiu uma vez até o topo do Aconcágua. Todos irão acompanhados de dois dos principais fotógrafos especializados em esportes outdoor do Brasil: Alexandre Cappi e Luis Mazzotini. Quem completa o grupo é Matheus Vieira, Gilberto Antoniazzi e Alexandre Calabria todos atletas com experiência em provas de corrida de montanha, travessias e corridas de aventura.

Os montanhistas da FMC/D-Rum já se encontram em Mendoza, na Argentina, fazendo aclimatação acostumando e preparando o corpo à temperatura e altitude e regularizando tramites para a autorização da escalada. O processo será gradativo e eles ainda irão para Penitentes (2.800 metros), Confluências (3.500m), Plaza Francia (4.200m), Refúgio Plaza de Mulas (4.350m), Nido de Condores (5.400m) e Colera (5.950m). Aqueles que estiverem bem aclimatados farão a primeira tentativa de chegara ao cume do Aconcágua (6.960m) no dia 8 de janeiro, restando uma segunda data no dia seguinte.

Já a equipe KOT passou os últimos meses treinando exercícios de musculação e esteira inclinada, além de algumas ascensões no Pico do Paraná (1.877 metros) com caminhadas de quase 10 horas por dia. A tentativa de alcançar o cume deve ocorrer no dia 5 de janeiro e será executada pela “rota normal”, onde os aventureiros seguirão por caminhada, sem a necessidade de técnicas verticais.

Este texto foi escrito por: Pedro Sibahi

Last modified: dezembro 27, 2012

Colaborador