Foto: Fotolia

7 destinos que podem desaparecer com o aquecimento global

Carolina Abrantes/ Sem categoria, Viagem

A elevação da temperatura da Terra, processo chamado de aquecimento global, causa diversas consequências, uma delas é a elevação do nível do mar, causada pelo derretimento das geladeiras. Falando assim pode até parecer algo distante da nossa realidade, no entanto, na prática isso pode influenciar no nosso dia a dia e muito antes do que se imagina. Diversos estudos já mostraram que em cerca de 50 anos lugares de várias partes do mundo, incluindo cidades turísticas, podem ficar submersas e simplesmente desaparecer. Veja alguns:

  1. Veneza , Itália
Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

Uma das cidades românticas do mundo , Veneza, no litoral italiano, pode acabar embaixo d’água. Diversas inundações que ocorreram durante o século passado colocam em riscos tesouros arquitetônicos consideráveis da cidade. Veneza teve 10 cheias com mais de 1,49 de água desde 1950, incluindo uma inundação devastadora em 1966.

  1. Xangai, China
Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

O nome da cidade chinesa quer dizer  “sobre o mar”. Xangai também está na lista de cidades que devem desaparecer nos próximos anos por conta da subida do nível do mar. Já foi noticiado que o governo local está tentando impedir tal acontecimento e com essas tentativas já foram gastos cerca de R$ 20 milhões. 

  1. Ilhas Maldivas, Oceano Índico
Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

O arquipélago fica entre a África e a Ásia, cerca de 80% de todo seu território está apenas um metro acima do nível do mar. Somente no último século, o nível do mar subiu 20 centímetros em determinadas províncias da ilha. A situação é tão crítica que o governo local já estuda a possibilidade de comprar um novo território para transferir sua população.

       4. Miami, Estados Unidos

Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

Miami é uma das cidades estrangeiras com mais brasileiros no mundo. O destino oferece praias, sol e baladas. No entanto, preocupa o fato de a cidade ficar a apenas dois metros acima do mar, o que pode acelerar um possível desaparecimento caso o nível das águas continue aumentando.

Inscreva-se para a Rolling Stone Music & Run!

  1. Roterdã, Holanda
Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

Mais de 60% da Holanda está abaixo do nível do mar, o país ainda é habitado devido a tecnologias que conseguem o manter sem ser inundado. A administração holandesa chega a gastar cerca de 1% da verba anual do país para o complexo de represas, dunas e paredões. Roterdã é a cidade das casas-barcos.

  1. Delta do  Delta do Ganges, Bangladesh
Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

O país possui poucas elevações acima do nível do mar, com grandes rios em todo seu território situado ao sul da Ásia.Estima-se que 120 milhões vivem no delta do Ganges, um dos locais mais ameaçados pela elevação do nível do mar. Os desastres naturais como inundações, ciclones tropicais, tornados e marés em rios são normais em Bangladesh todos os anos.

  1. RecifeBrasil
Foto: Fotolia

Foto: Fotolia

Recife é um dos destinos brasileiros mais ameaçado, além de estar no litoral, algumas regiões do município ficam abaixo do nível do mar e os arrecifes de corais, que funcionam como uma barreira natural são vulneráveis a mudanças climáticas. Com o aumento do volume de água nos oceanos, e levando-se em conta a presença de rios, como o Beberibe e o Capibaribe, que deságuam no mar, o risco de inundação torna-se ainda maior.

Last modified: novembro 13, 2017

Carolina Abrantes
Carolina Abrantes
Estudante de jornalismo, já metida a repórter. Encantada pelo mundo dos esportes e pela forma como eles podem mudar a vida das pessoas.